[ editar artigo]

Parler é o espaço da fake news

Parler é o espaço da fake news

Parler é a rede social mais fervorosa do momento. Uma rede social de origem francesa, sem uma interface de linguagem portuguesa, que promete dar liberdade aos seus inscritos.

Porém, essa premissa libertária também demonstra uma falta de interesse sobre a regulação de informações, principalmente, nos dias de hoje aos quais são muito delicadas.

A grande dificuldade é não dar credibilidade a informações e notícias. Neste caso, há grande espaço para a disseminação de fake news e teorias conspiratórias.

Aquilo que esta rede social promete, com o tempo, talvez não seja tão fácil assim de manter. Isso porque quando a rede social começar a ter relevância na sociedade, terá também cobranças por parte desta mesma sociedade em criar mecanismos para checagem de informações.

Esse movimento aconteceu com todas as outras redes sociais e tiveram que se adequar a uma demanda social para manter sua audiência expressiva.

Fake news

Atualmente, há grande discussão sobre o significado deste termo. Recentemente, o senado federal aprovou uma lei pare regulamentar redes sociais de disseminar aquilo que seja entendido por fake news.

Obviamente, controvérsias são levantadas a respeito disso.

Não obstante, um inquérito interno com investigações sobre ameaças a ministros do STF também são relacionados a fake news.

Certamente, este termo ainda há de relativizar aquilo que seja ou não notícia falsa ou opinião pessoal. O direito de expressão, portanto, é um direito que está associado a isso e pode levantar ainda períodos longos para discussão desta situação.

Família Bolsonaro

O clã Bolsonaro acabou se tornando o grupo que pode ser grande disseminador de publicidade deste aplicativo. Isso porque o próprio aplicativo defende a liberdade da direita ideológica.

A ironia nesta história é que no calor da campanha nas eleições 2018, Bolsonaro foi alvo de todo tipo de fake news. No entanto, hoje em dia, ele e seus aliados usam a mesma tática, no entanto, de valor invertido para disseminar informações distorcidas em seu favor.

 

Estado Cidadão
Rafael Cardoso
Rafael Cardoso Seguir

Um cidadão que deixou de ser passivo para trazer luz e ambiente à discussão social e político.

Ler conteúdo completo
Indicados para você