[ editar artigo]

Osmar Serraglio enterra o fio de prestígio que Aécio Neves acreditava ter na política

Osmar Serraglio enterra o fio de prestígio que Aécio Neves acreditava ter na política

Osmar Serraglio enterra o fio de prestígio que Aécio Neves acreditava ter na política. O deputado federal do Paraná, discursa no plenário sobre o julgamento de Aécio Neves na primeira turma do STF, dois dias atrás.

Os efeitos deste discurso são sentidos hoje, pois ele ajudou os líderes tucanos a desestimular qualquer pleito que Aécio Neves queira nestas eleições. 


O vídeo que está no YouTube do deputado federal e demonstra um grande propósito para formação de opinião sobre os fatos. Sugiro que você assista para entender mais sobre as condutas difíceis que Osmar Serraglio passou dentro do cenário político pós impeachment  de Dilma.


Confesso que quando estava acontecendo todos os movimentos dos bastidores este incrível escândalo do príncipe tucano, fiquei incomodado com Osmar Serraglio no comando do Ministério da Justiça. Sempre tive grande apreço por ele, mas ali na pasta do governo, parecia apático. No entanto, entendi no desenrolar dos movimentos que o político estava descoberto de força política para manter sua conduta na defesa dos interesses da nação.

Como eu já sabia, Osmar foi alvo de uma série de tiros metafóricos recebendo verdadeiro linchamento político por não estar em alinhamento com os interesses obscuros.

Como ministro da justiça, ele não coadunou com os gritos de Aécio Neves em pleno descobrimento das escutas que condenam o príncipe. Isso fez Temer fazer um rearranjo nos ministérios e convidou Osmar para ministro da transparência. Que ironia, não é mesmo? Qual seria a atitude de Osmar Serraglio caso aceitasse o cargo? Acabar com a farsa?

O discurso de Osmar Serraglio tem o tom da desforra e gosto disso, principalmente, por entender que se trata de um ajuste de justiça, apesar de pouca audiência.

A última pá de terra no buraco de Aécio Neves


Resultado de imagem para aéciofonte: EBC


O discurso de Osmar Serraglio parece ter sido escutado por Fernando Henrique Cardoso. O ex-presidente divulgou sua antipatia por qualquer pleito que o príncipe queira disputar. Para Fernando Henrique Cardoso, Aécio Neves não tem força política para disputar o cargo de senador numa reeleição ou, meramente, cargo de deputado, seja estadual ou federal.

Fernando Henrique se junta com Geraldo Alkmin na divulgação desta antipatia. E nos bastidores, o senador Anastasia, forte candidato à eleição para o governo mineiro, também deixou claro que não quer o príncipe no palanque, caso saia ao pleito.

Osmar Serraglio, portanto, joga a pá que faltava de terra para a formação de opinião sobre a força política de Aécio. Se bem que Joesley possa ter contribuído com isso. A Lava Jato está agregando delação premiada reformulada, obviamente, sem os privilégios bizarros de antes, comprovando alguns ilícitos em caráter de nota fiscal veiculadas à Jovem Pan de BH. Se isso for comprovado como verdade, a prova sobre corrupção pode estar confirmada. É esperar pra ver.

Leia mais sobre Aécio Neves e a disputa para o governo do Paraná:

Por que Aécio Neves é tão importante para o cenário político?

O que é esse tal de Estado Cidadão?

 

Estado Cidadão
Rafael Cardoso
Rafael Cardoso Seguir

Um cidadão que deixou de ser passivo para trazer luz e ambiente à discussão social e político.

Ler conteúdo completo
Indicados para você