[ editar artigo]

Notícias?

Notícias?

Há um ano atrás decidi me desvincular da TV aberta e suas notícias. Foi uma decisão casada, na época, já que tinha entregado o aparelho à operadora, e resolvi fazer um teste de só um mês para ver o que acontecia.

No lugar da televisão de sinal aberto, manteria apenas o Netflix e as fotos do meu filho quando tomo meu café da manhã... Por incrível que pareça, aquele “teste” de um mês já percorreu 12, indo quase para 13° mês. 

Aproximadamente um ano após tal decisão, hoje, paro para tomar um café da manhã em uma padaria a caminho do trabalho e eis que está passando o jornal da manhã da Globo (Brasil), as notícias.

Notícias são definidas como informações a respeito de acontecimentos ou mudanças recentes, novas, ou simplesmente são novidades.

Bem, a mim parece que as apresentadas são as mesmas de agosto de 2017, mesmo - corrupção, lavagem de dinheiro, roubos, violência, e, para não dizer que não tinha nada de novo em relação ao ano passado: notícias das eleições.

De uma forma tradicional, como sempre, os candidatos de excelentes propostas lá aparecem com 1%, e a Globo foca apenas nas possíveis lideranças que o Ibope aponta (aliás, sempre duvidei deste sistema de pesquisas!).

Mais parece um programa humorístico, pois dá vontade de rir de tanta benevolência dos candidatos. São tantas as visitas a creches, tantas promessas, tantos abraços com crianças de periferia... Aí penso, depois que ganham por que não vemos isso?

Agora pergunto, o que perdi neste 01 ano sem notícias abertas? Me alienei como muitos dizem? Não! Li livros, me atualizei pelas redes e outros canais com notícias verdadeiras e sadias. 

Estudei e me mantive atualizado sim a respeito de política, saúde e educação (principalmente), mas por meio de plataformas com conteúdo e, confesso: esta foi a melhor decisão que tomei. 

Aproveito aqui para elogiar o trabalho do Estado Cidadão: as diversas entrevistas, blog, espaço aberto para debates e opiniões, um programa sério!

Foi um prazer estar com vocês! Grande abraço.

Fábio Ricardo 

Ler conteúdo completo
Indicados para você