[ editar artigo]

Aécio Neves vira réu?

Aécio Neves vira réu?

Aécio Neves vira réu? Essa é a questão que chama atenção hoje. Quem pode responder esta pergunta é o Superior Tribunal Federal, a mais alta corte de justiça.

O próximo parágrafo é confuso, mas resguarda uma grande ironia implícita, portanto, deixo ele aqui. Se quiser continuar sua leitura linear, pule o período em destaque.

Para que ainda não entendeu como Aécio Neves entrou no olho do furacção (entende-se este neologismo como a junção de furacão com facção) intitulado Lava-Jato em Brasília, fenômeno nada metereológico apesar de existir Neves, fazendo parte do núcleo de corrupção associado aos irmãos Batista.

Aécio Neves, gravado pela força tarefa federal, é flagrado pedindo dinheiro. Isso, segundo a promotoria geral da união, configura corrupção. Será? Faça seu julgamento.

Aécio Neves admitiu parte da culpa. Segundo sua auto reflexão, o grande pecado foi a forma vulgar com que falou aos interlocutores. E o conteúdo? Isso sob ponto de vista dele não é tão importante assim. Falar um palavrão, portanto, é mais execrável do que pedir 2 milhões em troca de vantagem política.

Será?

Aécio foi afastado e depois reintegrado. Aécio foi escanteado pelo partido, depois voltou pela porta dos fundos. Aécio foi articulador, depois desarticulado até na sua reeleição para o cargo de senador. Aécio foi popular, mas hoje está abandonado à sorte pelos "amigos". Inclusive, Aécio se tornou o maldito amigo para muitos políticos do PSDB, inclusive para Beto Richa.

O amigo maldito não tem tanta saída nesta nova república brasileira. Isso porque as pessoas insistem em querer amadurecer politicamente. 

Na tentativa de sair da lupa da justiça, Aécio deixou de gritar para se calar e aguardar tudo acontecer. Talvez ele não escape do cerco, mas sua estratégia tentou livrá-lo do foco em meio à gritaria petista fazendo de tudo para aparecer e criar mais ainda dificuldades para Lula.

Enquanto Aécio fica como mineirinho esperando algo, reza penitente sempre se martirizando pelo telefonema que acabou fazendo para o irmão Batista. Justamente quando mais precisava, o sinal do celular entregou uma ligação sem nenhuma interferência.

Aécio derretido Neves agora terá que entrar para o hall da fama do STF e entrará na jornada do anti-herói da corrupção. Agora é aguardar o que os conservadores de toga declinarão nesta matéria.

Como será esta decisão?

O julgamento para aceitar o senador réu de um processo será realizado pela primeira turma presidida pelo ministro Alexandre de Morais. Não haverá transmissão pela TV Justiça, mas poderá trazer fatos de discussão, levando o príncipe do PSDB para a mesma vala comum que estão os petistas condenados.

Se Maquiavel ainda estivesse vivo, ele com certeza reescreveria O Príncipe fazendo um capítulo para nunca o príncipe falar em celular sobre temas pertinentes ao bolso com a máquina do Estado.

Com Aécio réu, aquilo que restava de credibilidade pode virar fumaça. Digo isso com a consciência de que esta tal credibilidade é relativa, principalmente porque a classe política parece não entender estas questões e insistem em manter personalidades e parcerias políticas fora do contexto deste novo Brasil.

Estado Cidadão
Rafael Cardoso
Rafael Cardoso Seguir

Um cidadão que deixou de ser passivo para trazer luz e ambiente à discussão social e político.

Ler conteúdo completo
Indicados para você